S’Inovar

Há 2 tipos de Inovação: a que olha para a galinha da vizinha e a que se dedica a criar faisões.

1º mandamento da Inovação segundo eu:

” Não é por muitos, ou mesmo todos, acharam algo que o torna bom, bem, certo ou verdadeiro.” A verdadeira Inovação surge sempre fora do padrão. É de resto o que justifica a existência de consultores externos a trabalhar em projetos de Inovação: pessoas com desassombro e capazes de fazer “perguntas parvas”… questionar aquilo que “sempre se soube” e que “sempre foi assim”.

Inovação não é ter muitas ideias, novas ideias. Isso é, quanto muito, criatividade.

Mas novas ideias podem ser imitadas.

Inovação é uma cultura empresarial, sustentável, que alinha a sua proposta de valor e produtos com as Pessoas: consumidores, clientes, consumidores, parceiros, fornecedores e público em geral. Isto é difícil de imitar.

Inovação é the best way to have the job done; sendo o Job o #EstadoDeNecessidadeDoConsumidor e por/para onde as tendências o irão levar. Por isso a Inovação deve ser “driven by trends”, de modo a ela própria vir a constituir Tendência.

A #Inovação como cultura transversal nas organizações: em produto e processo, design de novos modelos de negócio, ativação das vendas com novas abordagens aos mercados, iniciativas Taylor made para estados de necessidades específicos.

Só há Inovação em empresas com uma Cultura de inovação, em toda a linha, pois #Inovação pode ser:

  • Uma melhoria num processo
  • Fazer mais barato
  • Mais criativo
  • Mais simples / mais funcional
  • Mais customizado aos clientes
  • Mudar/alargar o target
  • Responder a novos estados de necessidade
  • Novas abordagens de comunicação

Como se consegue um ambiente organizacional propício à #Inovação?

Com modelos de Gestão Colaborativa: toda a organização motivada na procura do “Next Big Thing, uma cultura de Intrapreneurship que partindo do Mapa da realidade de hoje – o existing business e conhecedora do contexto, das tendências e especialmente atenta às com maior relevância para o negócio tem a capacidade de sair do paradigma, de questionar o conhecimento. A organização como um todo quer conhecer o consumidor. Aprofundar a relação com ele. Identificar novos estados de necessidades que o negócio possa satisfazer. Identificar novos consumidores com novos estados de necessidades.

Perceber a psicologia do consumidor e dos mercados. Do nosso e dos com afinidades, pode ser nestes que esteja o #NextBigThing.

Inovação. É lançar muitos produtos novos?

Inovação. É lançar muitos produtos novos?

Não necessariamente. Embora seja um indicador bastante positivo. Mas pode até ser "a morte do artista". Inovar é caro. E só Inovação com sentido, Inovação Estratégica é sustentável e assegura a perenidade dos negócios. Inovação não é só ideias muito giras e muitos...

Pin It on Pinterest