Categoria: Portugal Marca

Lenços de seda da Fernanda Lamelas na Loja das Meias – duas #MarcasPT2019

Adoro a estética dos lenços da Fernanda Lamelas porque são lindos e porque representam exatamente aquilo que defendo no sentido de construir #MarcasPortuguesas a partir da #EssênciaDePortugal – os desenhos são aquilo a que se poderia chamar uma visão 2.0 sobre o património português: são olhares, pinceladas em aguarela, o olhar da artista e a sua visão única do nosso património milenar transposta para a seda. Os lenços FL são agora das (infelizmente) poucas  marcas portuguesas à venda na Loja das Meias e foram uma das novidades do evento de lançamento da coleção de Verão 2019, aos 30 desenhos já...

Ler Mais

E aqueles cadernos da Emílio Braga? #Inovação também é (d)isto.

Chamam-se “Cadernos Galocha” e são praticamente indestrutíveis. A encadernação é totalmente feita à mão, e são mais um daqueles produtos de que #PoucosGostamMuito porque aos milhões é na China… em Portugal são únicos e não têm concorrência. Cadernos-estacionário de hotéis e para oferta de outras marcas, cadernos de viagens… cadernos para tudo, de todas as cores, vários tamanhos e design fantástico… uma coisa prometo já aqui: nunca mais compro um Moleskine! Onde é que eu tenho andado com a cabeça este tempo todo??!!? Em 1918, abriu na Rua Nova do Almada, a #EmílioBraga que à época era uma das melhores...

Ler Mais

Mestre de Avis, aclamado El Rey D.João I, a 6 de Abril de 1385

D. João I, Mestre de Avis  … ou de como, em Portugal, as Dinastias são novas, mas a a Casa Real é a mesma. Apesar de ser o primeiro Rei da chamada Segunda Dinastia, o Mestre de Avis é meio-irmão do último rei da 1º Dinastia, D. Fernando, é filho de D. Pedro, neto de D. Afonso IV, e consequentemente bisneto de D. Dinis. É, portanto também meio-irmão dos filhos de seu pai com D. Inês de Castro, sendo ele próprio filho de Pedro com D. Teresa Lourenço. João, Mestre de Avis, a par de Nuno Alvares Pereira são os...

Ler Mais

Moliceiros – #Inovação e o “Bota-abaixo” do Presidente

A #Inovação é, muitas vezes dar utilizações diferentes a coisas e processos já existentes. Dantes os #Moliceiros eram usados na  apanha do moliço(*), hoje foram reconvertidos para levar turistas a passear. Se #Aveiro é a Veneza de Portugal, os Moliceiros são as gondolas. É igualmente romântico, e espero que entre o manejar da vara e da sirga (que a par da vela são os meios de propulsão) haja também uns arrais que cantem um faduncho :), ou não… que isto é para ser #autêntico e não imitação barata da cidade turística mais enervante da Europa! As embarcações (nos meios náuticos...

Ler Mais

Viarco – dos riscos ao #Risko, ou dos lápis à mesa de trabalho

Houve uma altura na vida em que os lápis eram muitíssimo importantes! Havia toda uma ciência na escolha do bom e velho lápis “de carvão”… e quanto aos lápis de cores as implicações eram muitas, desde logo etárias: a passagem de uma caixa de 6 cores para uma de 12 era quase uma entrada na idade adulta! Lá aos 7 ou 8 anos! que isto não era como agora e a parcimónia no consumo não era só uma questão de poder de compra, mas também de Educação… A Viarco continua a ser a única fábrica de Lápis em Portugal...

Ler Mais

Pin It on Pinterest

00

Subscreva o Website

Receba no seu email uma notificação sobre as últimas publicações aqui no meu website.

A sua subscrição foi concluída com sucesso.