Categoria: Tendências

Tendências: sell the Scarcity (ou a globalização ao contrário)

    A Art Basel decorre este fim de semana em Miami. A Dior aproveita este evento para lançar  no Miami Design District, o Dior Lady Art #3 – uma coleção muito exclusiva da icónica carteira (ainda desenhada por Christian Dior) e este ano re-interpretada por 11 artistas plásticas, mulheres, de várias nacionalidades. A CD é sem dúvida uma das mais clássicas marcas de moda! E claro que a perenidade de uma Marca de Moda depende sobretudo da sua capacidade de manter o seu DNA enquanto se moderniza, reinvente e cavalga as tendências – a ligação à arte e ao design é...

Ler Mais

Sou de uma família de heróis. Anónimos.

Sou de uma família de heróis e lutadores. Os documentários que inundaram as TVs com as #Cheias1967 relembraram-me disso! São as minhas primeiras memórias. Por fatalidade morava na altura em Odivelas e toda a família de uma das minhas Tias era de Quintas. Justamente os dois locais onde a desgraça foi maior. A Tia, com uma condição cardíaca grave estava na Maternidade, com o meu Primo de 2 dias. O Tio, estava na casa dos sogros, nas Quintas; quando acordou a casa estava inundada sem hipótese de abrir portas ou janelas. Inteligente e lutador conseguiu abrir um buraco no telhado, por onde saiu, com o sogro que conseguiu resgatar. E o Pai e a Mãe! Vejo o Mãe com um candeeiro a petróleo (a eletricidade tinha falhado) à janela, a criar um foco de luz para os muitos de bairros que foram completamente arrasados e que iam na corrente. O Pai com uma corda conseguiu salvar pelo menos um. Lembro-me claramente da Mãe cuidar dele. Nada do Pai que era um homem muito grande lhe servia e foi um dos vizinhos que lhe deu roupa seca. A partir daqui as memórias confundem-se mais – a minha casa, só de nós três, recebeu os 4 vizinhos do rés-do-chão, cuja casa inundou e os 7 do 3º frente a quem o telhado cedera. Num prédio de 10 famílias! As pessoas especiais...

Ler Mais

#WebSummit 3 – o Clube das meninas #WomenInTech

Confesso: Entre #SandesDeCourato na roulote do costume antes do “jogo”, ou não sei-o-quê num Centro Comercial – marcha uma #bifana e #SportingSempre! Nunca fui “Maria-Rapaz mas se tivesse que escolher preferiria um clube de meninos… contudo fui a ambos #WebSummit com entrada #WomenInTech. O objetivo desta iniciativa é trazer, interessar e promover a participação feminina não só no evento mas na #RevoluçãoDigital – trazer mais mulheres para a #Indústria4_0 e facilitar o networking feminino. Talvez também por isso  pareceu-me que este ano havia mais mulheres a apresentar as suas #StartUp. Fun Fact: muitas dirigidas especificamente a mulheres! Retive claramente esta #Tendência! Ou seja: os homens apresentam projetos em geral e muitas mulheres pensam, desenvolvem e apresentam projetos dirigidos especificamente a mulheres. Não me lembro de ter visto um único totalmente dirigido a homens. Dá que pensar! Quero acreditar que o que se pretende é elevar a plataforma de participação das mulheres nos negócios. É como se fosse uma fase de arranque rumo a uma normalização em que cada um encontre o seu espaço. Sem descriminação. Sem paternalismo. E é bom esta vaga cada vez maior de mulheres interessadas pelas áreas tecnológicas. Todas as indústrias, equipas e processos de decisão beneficiam da visão e da maneira das mulheres pensarem e fazerem as coisas. #MagsFinalTouch: Muito gosta a malta de resmungar! O ano passado era o drama porque os homens não podiam...

Ler Mais

Life Is a Pitch. #WebSummit 1

Assumir que a vida é um pitch é ir muito para além da ideia que só temos uma oportunidade para causar uma boa impressão. É ter claros o nosso propósito, talento e paixão e ser-lhes fiel!

#MagsFinalTouch: Também podemos decidir acreditar que #LifeIsABitch e resmungar o tempo todo… seja do #WebSummit ou dos amores por ter.

Ler Mais

Envelhecimento Ativo – Prioridade para Portugal?

Ageing (parece muito mais cool que envelhecimento!) – tantas abordagens possíveis: A partir de que idade se começa a gerir o “envelhecimento”? Quando se é “velho”? Há quem chegue aos 80 anos, novo? O Desemprego Sénior: fala-se tanto, e com propriedade do desemprego jovem, e este? de já tão longa duração que em muito casos  já saiu das estatísticas do IEFP? E envergonhadamente esconde uma precariedade gritante? E a perca de valor nas Empresas que ao prescindirem de profissionais experientes (mais caros) deitaram fora verdadeiros “doutoramentos” nas respetivas áreas e os substituíram por mão de obra barata? Sem que se fizessem as pontes da partilha do conhecimento? Como se tornarão mais competitivas as organizações desfalcadas de conhecimento e experiência? Qual o benefício real de trazer para as organizações novas gerações digitais, com novas visões, abordagens e conhecimentos e encaixá-los em estruturas e conceitos de gestão same-old-same-old? Estas são algumas das abordagens que esperava ver discutidas nesta conferência sobre Envelhecimento Ativo. Achei que ativo queria dizer com um papel na sociedade. Falar de envelhecimento não se resume a falar de “velhos”. Sobretudo porque quase ninguém se considera velho. Aparentemente só se é realmente velho quando se é também doente. Há portanto uma alteração de paradigma e a segmentação etária não tem aderência com a segmentação sociológica. E sempre que um paradigma dá lugar a um ainda-não-há-um-novo-paradigma (que é basicamente toda...

Ler Mais

Pin It on Pinterest

00

Subscreva o Website

Receba no seu email uma notificação sobre as últimas publicações aqui no meu website.

A sua subscrição foi concluída com sucesso.