Quando 2 holandeses vem para Portugal abrir uma vacaria… e acabam por lançar os melhores iogurtes que já provei. Com o melhor #Branding de sempre!

Quando há crise e o preço do leite ao produtor baixa, podes queixar-te e pedir subsídios, ou direccionar parte da produção para produtos com valor acrescentado

Todos os dias as vacas dão leite, e desse, parte é  utilizado na unidade de iogurtes, feitos de modo completamente artesanal, apenas com recurso à pasteurização, para a conservação. O leite é utilizado como as vacas o dão – não se retira, nem acrescenta nada…

A combinação com frutas seleccionadas dá um toque distintivo e torna-o um produto surpreendente mais suave com uma percentagem mínima de açúcar. Os sabores são: natural,açucarado, morango, frutos vermelhos, banana, baunilha, cereja & chocolate, pêssego & maracujá, avelã & chocolate, figo & canela, limão e gengibre e o ameixas d’Elvas DOP. As compotas utilizadas não têm corantes nem aditivos artificiais. Estou desejosa de provar o de figo & canela e do ameixas d’Elvas (a Herdade fica em Elvas…). Podem ser comprados no Corte Inglés, no Jumbo e em alguns Intermarché.

Falando com a Mirjam Buil, precebe-se uma visão estratégica e analisando a marca #DaVaca ressaltam 7 vetores que muitas PMEs deviam seguir:

da vaca

  1. Acrescentar valor – A visão permanente de que há o negócio que assegura a existência, mas existe também a busca constante de novas formas de incorporar valor.
  2. Artesanal. Apenas uma (ainda) pequena parte do leite produzido é convertido em iogurte – num mundo cada vez mais massificado, as boas oportunidades estão nos #nichos.
  3. Simplicidade – do nome, à embalagem… à postura dos donos
  4. Relação – a promessa é: “Iogurte 100% natural. Desenvolvido em ambiente familiar e rural”
  5. Proximidade – à terra: sabores como o figo, ameixa de Elvas; está também em desenvolvimento um sabor a café em parceria com a Delta
  6. Tendências – back to the basics: produção artesanal, ingredientes naturais, processos simples
  7. Inovação – nos processos – simples, nos sabores e na Marca

O objetivo dos “Laticínios do Monte”, da Herdade das Coelheiras é continuar a canalizar uma percentagem cada vez maior do leite produzido para produtos de maior valor acrescentado, seja acrescentando novos sabores de iogurte, nomeadamente os sazonais, com frutas de época, ou diversificando com manteiga ou natas.! Bravo! Toda a construção desta marca traduz muitos dos princípios e processos que sigo nos clientes a que ajudo a implementar o meu modelo de #InovaçãoÁgil, adaptado a PMEs portuguesas.

#MarcasPT, uma #MarcaPortuguesa por dia

#MagsFinalTouch – há na página de Facebook da Marca vários vídeos com a atividade da quinta – as vacas a comer, a pastar ao ar livre, ficamos até a saber que têm nomes próprios… e não é que até são fofinhas e parecem felizes? Palavra de honra que é a primeira vez que uso “fofinha” e “vaca” numa mesma frase!!!