Sendo consultora de Inovação, as #Tendências são umas das minhas “matérias-primas”. A Moda Lisboa é uma grande fonte delas. Não se pense que estou apenas a falar das tendências da próxima estação! Estou a falar de tendências sociais, etnográficas, culturais, estéticas e até de vestidos mais ou menos compridos, transparentes, ou whatever.

Porque a própria Moda Lisboa se manifesta na tradução do presente, e na antecipação do futuro.

E por isso são vários os eventos, performances e outras iniciativas dentro do grande acontecimento que é a #ModaLisboa

  1. FAST TALKS – FASHION AND EXPERIENCES, é o pontapé de saída de cada edição, desta vez quatro profissionais com reconhecimento nacional e internacional partilharam a importância da sua experiência na idealização e criação da moda ou marcas de moda: Catherine da Silveira especialista em Marketing de Luxo e Moda e Gestão de Marcas; Flávia Aranha, designer brasileira; Julien da Costa é repórter e criador de conteúdos de moda e Miguel Bento, cenógrafo português a residir em Londres.
  2. Sangue Novo – Novos #Designers, ainda ligados às Escolas, ou saídos há pouco tempo. São promissores, estão a dar os primeiros passos como designers e ainda não têm outra Marca, para além do seu nome.
  3. Plataforma LAB – É como que uma incubadora dos projetos mais promissores saídos do #SangueNovo. Têm 3 edições para testar os seus conceitos e beneficiam de acompanhamento e #mentoring
  4. Wonder Room – Dezanove marcas e três designers de moda é uma Pop-Up Store  que se propõe oferecer ao público uma visão do que são as novas tendências e projetos que florescem na indústria nacional: a moda que estamos a produzir, a imagem que estamos a projetar, o mundo em que ambicionamos viver e o consumidor que queremos ser.
  5. Workstation – É uma plataforma cultural à margem da indústria da moda criada para divulgar e revelar novos talentos na área da fotografia, ilustração e design de moda. Em cada edição da #MODALISBOA, é dada carta branca a um conjunto de jovens artistas, para que a sua produção seja a imagem da expressão individual e do tema de cada edição, desta vez, inspirados pelo tema #Insight  quatro designers, três fotógrafos e três ilustradoras, apresentam as suas visões da realidade, o nosso papel no mundo, e a participação consciente, responsável e ativa na sociedade.
  6. CHECKPOINT – Workshops, Master classes ( nas áreas de Sustentabilidade, da Comunicação de Moda e da Alfaiataria) e um Atelier ao vivo – a “Bolha”, onde diversos intervenientes oriundos de múltiplas disciplinas serão convidados a costumizar uma peça de roupa. E também com o Speakers Corner, onde é dado espaço à apresentação de projetos inovadores e provocações à Indústria.

Isto tudo… e  até também há, claro, os desfiles – as propostas dos criadores nacionais.

A Moda Lisboa para além da relação óbvia com a #Moda, traduz também o espírito da cidade e esta vivência cada vez mais cosmopolita de Lisboa.

#MarcasPT2019, uma #MarcaPortuguesa por dia