E como somos capazes de tudo a Sónia lá estava com o seu tranquilo bébé de 2 meses

E como somos capazes de tudo a Sónia lá estava com o seu tranquilo bébé de 2 meses

Confesso: Entre #SandesDeCourato na roulote do costume antes do “jogo”, ou não sei-o-quê num Centro Comercial – marcha uma #bifana e #SportingSempre!

Nunca fui “Maria-Rapaz mas se tivesse que escolher preferiria um clube de meninos… contudo fui a ambos #WebSummit com entrada #WomenInTech. O objetivo desta iniciativa é trazer, interessar e promover a participação feminina não só no evento mas na #RevoluçãoDigital – trazer mais mulheres para a #Indústria4_0 e facilitar o networking feminino.

Talvez também por isso  pareceu-me que este ano havia mais mulheres a apresentar as suas #StartUp. Fun Fact: muitas dirigidas especificamente a mulheres! Retive claramente esta #Tendência! Ou seja: os homens apresentam projetos em geral e muitas mulheres pensam, desenvolvem e apresentam projetos dirigidos especificamente a mulheres. Não me lembro de ter visto um único totalmente dirigido a homens.

Dá que pensar! Quero acreditar que o que se pretende é elevar a plataforma de participação das mulheres nos negócios. É como se fosse uma fase de arranque rumo a uma normalização em que cada um encontre o seu espaço. Sem descriminação. Sem paternalismo.

E é bom esta vaga cada vez maior de mulheres interessadas pelas áreas tecnológicas. Todas as indústrias, equipas e processos de decisão beneficiam da visão e da maneira das mulheres pensarem e fazerem as coisas.now-girls-allowed

#MagsFinalTouch: Muito gosta a malta de resmungar! O ano passado era o drama porque os homens não podiam entrar no #WomenInTechLounge (a menos que fosse para terem uma reunião com uma #WinT. Este ano toda a gente era bem vinda e #aiCredo que grande confusão! Por favor: #ParemDeResmungar! #SorriamEdeslizem

#MagsFinalTouch e agora é que é: Este texto trouxe-me à memória uns comic books da minha infância – o Clube da Luluzinha com a eterna rivalidade com o clube do Bolinha e o seu lema “Menina não Entra”… décadas atrás, noutro século, noutro milénio 😉